Exercícios de Figuras de Linguagem

Figuras de Linguagem

São recursos que tornam as mensagens que emitimos mais expressivas. 
Subdividem-se em:

figuras de som 
figuras de palavras 
figuras de pensamento 
figuras de construção (ou figuras da sintaxe).

Agora uma lista de exercícios extraídos de provas de vestibulares anteriores sobre figuras de linguagem. Gabarito no final do post.

1) (FUVEST) A catacrese, figura que se observa na frase “Montou o cavalo no burro bravo”, ocorre em:
a) Os tempos mudaram, no devagar depressa do tempo.
b) Última flor do Lácio, inculta e bela, és a um tempo esplendor e sepultura.
c) Apressadamente, todos embarcaram no trem.
d) Ó mar salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal.
e) Amanheceu, a luz tem cheiro.

2) (UFPE) Nos enunciados abaixo, a palavra destacada NÃO tem sentido conotativo em:

a) A comissão técnica está dissolvida. Do goleiro ao ponta-esquerda.
b) Indispensável à boa forma, o exercício físico detona músculos e ossos, se mal praticado.
c) O melhor tenista brasileiro perde o jogo, a cabeça e o prestígio em Roland Garros.
d) Sob a mira da Justiça, os sorteios via 0900 engordam o caixa das principais emissoras.
e) Alta nos juros atropela sonhos da classe média.

3) (Fei) Assinalar a alternativa correta, com relação as figuras de linguagem, presentes nos fragmentos a seguir:
I. “Não te esqueças daquele amor ardente que já nos olhos meus tão puro viste.”
II. “A moral legisla para o homem; o direito, para o cidadão.”
III. “A maioria concordava nos pontos essenciais; nos pormenores porém, discordavam.”
IV. “Isaac a vinte passos, divisando a vulto de um, pára, ergue a mão em viseira, firma os olhos.”

a) anacoluto, hipérbato, hipálage, pleonasmo
b) hipérbato, zeugma, silepse, assíndeto
c) anáfora, polissíndeto, elipse, hipérbato
d) pleonasmo, anacoluto, catacrese, eufemismo
e) hipálage, silepse, polissíndeto, zeugma

4) No verso “Permitiu parecesse a chama fria.”, encontramos algumas figuras de linguagem. Uma delas é:
a) o eufemismo.
b) o anacoluto.
c) o pleonasmo.
d) a elipse.
e) a anáfora.

5) Identifique as figuras de linguagem marcando:
(1) Metáfora
(2) Metonímia
(3) Catacrese
(4) Comparação
(5) Prosopopéia

a. (  ) Gosto de ouvir Titãs.
b. (  )A doçura do teu olhar é minha vida.
c. (  ) O rio engasgou num barraco.
d. (  ) Usarei no tempero um dente de alho.
e. (  ) Você é venenosa como uma cobra.

6) É o emprego de uma palavra, com base na similaridade, para designar algo que não tem vocábulo próprio, estamos falando de:

a) Catacrese
b) Hipérbole
c) Personificação
d) Metonímia
e) Ambiguidade

7) (UFPB) I.”À custa de muitos trabalhos, de muitas fadigas, e sobretudo de muita paciência…”

II.”… se se queria que estivesse sério, desatava a rir…”

III.”… parece que uma mola oculta o impelia…”

IV.”… e isto (…) dava em resultado a mais refinada má-criação que se pode imaginar.”

Quanto às figuras de linguagem, há neles, respectivamente,

a) gradação, antítese, comparação e hipérbole.

b) hipérbole, paradoxo, metáfora e gradação.

c) hipérbole, antítese, comparação e paradoxo.

d) gradação, antítese, metáfora e hipérbole.

e) gradação, paradoxo, comparação e hipérbole.

8) (Un. Fe. Uberlândia) Cada frase abaixo possui uma figura de linguagem. Assinale aquela que não está classificada corretamente:

a) O céu vai se tornando roxo e a cidade aos poucos agoniza. (prosopopéia)
b) “E ele riu frouxamente um riso sem alegria”. (pleonasmo)
c) Peço-lhe mil desculpas pelo que aconteceu. (metáfora)
d) “Toda vida se tece de mil mortes.” (antítese)
e) Ele entregou hoje a alma a Deus. (eufemismo).

9) (Aman) – Há uma evidente onomatopéia em:

a) “Os dois bois tafulham as munhecas, com cloques sonoros.”
b) “E Soronho ri, com estrépito e satisfação.”
c) “… um tremembé atapeado de alvas florinhas de bem-casados e de longos botões fusiformes de lírios.”
d) “Vam’bora, lerdeza! Tu é bobo o mole; tu é boi?!…”
e) “De éis, Buscapé, e depois Namorado, acabaram.”

10) (Fau – Santos) – Nos versos:
“Bomba atômica que aterra
Pomba atômica da paz
Pomba tonta, bomba atômica…”
A repetição de determinados elementos fônicos é um recurso estilístico denominado:
a) hiperbibasmo
b) sinédoque
c) metonímia
d) aliteração
e) metáfora

11) (Marília) – Na expressão: “Eles têm poder; nós, dinheiro”, a figura de construção empregada é:

a) anástrofe
b) elipse
c) zeugma
d) anacoluto
e) hipérbole

12) (Mackenzie) – “Ó mar salgado, quanto do teu sal
são lágrimas de Portugal!”
Há, nesses versos, uma convergência de recursos expressivos, que se realizam por meio de:
I – metonímia;
II – pleonasmo;
III – apóstrofe;
IV – personificação.

Quanto às especificações anteriores, diz-se que:
a) todas estão corretas.
b) nenhuma está correta.
c) apenas I , II e III estão corretas.
d) apenas III e IV estão corretas.
e) apenas I está incorreta.

13) Na expressão: “Faz dois anos que ele entregou a alma a Deus.” a figura de linguagem presente é:

a) pleonasmo
b) comparação
c) eufemismo
d) hipérbole
e) anáfora

14) (VUNESP) Na frase: “O pessoal estão exagerando, me disse ontem um camelô”, encontramos a
figura de linguagem chamada:

a) silepse de pessoa
b) elipse
c) anacoluto
d) hipérbole
e) silepse de número

15) (FATEC) “Seus óculos eram imperiosos.” Assinale a alternativa em que aparece a mesma figura de linguagem que há na frase acima:

a) “As cidades vinham surgindo na ponte dos nomes.”
b) “Nasci na sala do 3° ano.”
c) “O bonde passa cheio de pernas.”
d) “O meu amor, paralisado, pula.”
e) “Não serei o poeta de um mundo caduco.”

Gabarito:
1) C  2) B  3) B  4) D  5)  a) 2   b) 1  c) 5  d) 3  e) 4  6) A  7) D  8) C  9) A  10) D

Elisa Oliveira

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *