Emprego da acentuação gráfica – Português GRÁTIS para Concursos – Parte 1

Acentuação

A acentuação é um dos requisitos que perfazem as regras estabelecidas pela Gramática Normativa. Esta se compõe de algumas particularidades, às quais devemos estar atentos, procurando estabelecer uma relação de familiaridade e, consequentemente, colocando-as em prática na linguagem escrita.

Regras básicas – Acentuação tônica

A acentuação tônica implica na intensidade com que são pronunciadas as sílabas das palavras. Aquela que se dá de  forma mais acentuada, conceitua-se como sílaba tônica. As demais, como são pronunciadas com menos intensidade, são denominadas de átonas.

De acordo com a tonicidade, as palavras são classificadas como:

Oxítonas – São aquelas cuja sílaba tônica recai sobre a
última sílaba.

Ex.: café – coração – cajá – atum – caju – papel

Paroxítonas – São aquelas em que a sílaba tônica se evidencia na penúltima sílaba.

Ex.: útil – tórax – táxi – leque – retrato – passível

Proparoxítonas – São aquelas em que a sílaba tônica se evidencia na antepenúltima sílaba.

Ex.: lâmpada – câmara – tímpano – médico – ônibus

Como podemos observar, mediante todos os exemplos mencionados, os vocábulos possuem mais de uma sílaba, mas em nossa língua existem aqueles  com  uma  sílaba  somente: são os chamados monossílabos, que, quando pronunciados, apresentam certa diferenciação quanto à intensidade.

Tal diferenciação só é percebida quando os pronunciamos em uma dada sequência de palavras. Assim como podemos observar no exemplo a seguir:

“Sei que não vai dar em nada, seus segredos sei de cor”.

Os monossílabos em destaque classificam-se como tônicos;

os demais, como átonos (que, em, de).


Os Acentos Gráficos

acento agudo (´) – Colocado sobre as letras “a”, “i”, “u” e sobre o “e” do grupo “em” – indica que estas letras representam    as vogais tônicas de palavras como Amapá, caí, público, parabéns. Sobre as letras “e” e “o” indica, além da tonicidade, timbre aberto.

Ex.: herói – médico – céu(ditongos abertos)


acento circunflexo (^)
– colocado sobre as letras “a”, “e” e “o” indica, além da tonicidade, timbre fechado:

Ex.: tâmara – Atlântico – pêssego – supôs

acento grave (`) – indica a fusão da preposição “a” com artigos e pronomes.

Ex.: à – às – àquelas – àqueles

trema (¨) – De acordo com a nova regra, foi totalmente abolido das palavras. Há uma exceção: é utilizado em palavras derivadas de nomes próprios estrangeiros.

Ex.: mülleriano (de Müller)

til (~) – indica que as letras “a” e “o” representam vogais nasais.

Ex.: coração – melão – órgão – ímã

Regras fundamentais:

Palavras oxítonas:

Acentuam-se todas as oxítonas terminadas em: “a”, “e”, “o”, “em”, seguidas ou não do plural(s):

Pará – café(s) – cipó(s) – armazém(s)

Essa regra também é aplicada aos seguintes casos:

Monossílabos tônicos terminados em “a”, “e”, “o”, seguidos ou não de “s”.

Ex.: pá – pé – dó – há

Formas verbais terminadas em “a”, “e”, “o” tônicos, seguidas de lo, la, los, las.

respeitá-lo – percebê-lo – compô-lo


Paroxítonas:

Acentuam-se as palavras paroxítonas terminadas em:

– i, is

táxi – lápis – júri

– us, um, uns

vírus – álbuns – fórum

– l, n, r, x, ps

automóvel – elétron – cadáver – tórax – fórceps

– ã, ãs, ão, ãos
ímã – ímãs – órfão – órgãos

– Dica: Memorize a palavra LINURXÃO. Para quê? Repare que essa palavra apresenta as terminações das paroxítonas que são acentuadas: L, I N, U (aqui inclua UM =fórum), R, X, Ã, ÃO. Assim ficará mais fácil a memorização!

– ditongo oral, crescente ou decrescente, seguido ou não de “s”.

água – pônei – mágoa – jóquei

Regras especiais:

Os ditongos de pronúncia aberta “ei”, “oi” ( ditongos abertos), que antes eram acentuados, perderam o acento de acordo com a nova regra, mas desde que estejam em palavras paroxítonas.
Cuidado: Se os ditongos abertos estiverem em uma palavra oxítona (herói) ou monossílaba (céu) ainda são acentuados. Mas caso não forem ditongos perdem o acento. Ex.:

Acentuam-se os verbos pertencentes à terceira pessoa do plural de:

ele tem – eles têm

ele vem – eles vêm (verbo vir)

A regra prevalece também para os verbos conter, obter, reter, deter, abster.

ele contém – eles contêm ele obtém – eles obtêm ele retém – eles retêm

ele convém – eles convêm

Antes                                              Agora

assembléia                                         assembleia

idéia                                                  ideia

jibóia                                                 jiboia

apóia (verbo apoiar)                           apoia

Quando a vogal do hiato for “i” ou “u” tônicos, acompanhados ou não de “s”, haverá acento:

Ex.: saída – faísca – baú – país – Luís

Observação importante:

Não serão mais acentuados “i” e “u” tônicos, formando hiato quando vierem depois de ditongo: Ex.:

Antes                                Agora

bocaiúva                            bocaiuva

feiúra                                 feiura

O acento pertencente aos encontros “oo” e “ee” foi abolido.

Ex.:

Antes                                Agora

crêem                                creem

vôo                                    voo

– Agora memorize a palavra CREDELEVÊ. São os verbos que, no plural, dobram o “e”, mas que não recebem mais  acento como antes: CRER, DAR, LER e VER.

Repare:

1-) O menino crê em você

Os meninos creem em você. 2-) Elza lê bem!

Todas leem bem!

3-) Espero que ele dê o recado à sala.

Esperamos que os dados deem efeito!

4-) Rubens vê tudo! Eles veem tudo!

– Cuidado! Há o verbo vir: Ele vem à tarde!

Eles vêm à tarde!

Não se acentuam o “i” e o “u” que formam hiato quando seguidos, na mesma sílaba, de l, m, n, r ou z:

Ra-ul, ru-im, con-tri-bu-in-te, sa-ir, ju-iz

Não se acentuam as letras “i” e “u” dos hiatos se estiverem seguidas do dígrafo nh:

ra-i-nha, ven-to-i-nha.

Não se acentuam as letras “i” e “u” dos hiatos se vierem precedidas de vogal idêntica:

xi-i-ta, pa-ra-cu-u-ba

As formas verbais que possuíam o acento tônico na raiz, com “u” tônico precedido de “g” ou “q” e seguido de “e” ou “i” não serão mais acentuadas. Ex.:

Antes                                         Depois

apazigúe (apaziguar)                   apazigue

argúi (arguir)                               argui

Não se acentuam mais as palavras homógrafas que antes eram acentuadas para diferenciá-las de outras semelhantes (regra do acento diferencial). Apenas em algumas exceções, como:

A forma verbal pôde (terceira pessoa do singular do pretérito perfeito do modo indicativo) ainda continua sendo acentuada para diferenciar-se de pode (terceira pessoa do singular do presente do indicativo). Ex:

Ela pode fazer isso agora.

Elvis não pôde participar porque sua mão não deixou…

O mesmo ocorreu com o verbo pôr para diferenciar da preposição por.

– Quando, na frase, der para substituir o “por” por “colocar”, então estaremos trabalhando com um verbo, portanto: “pôr”; nos outros casos, “por” preposição. Ex:

Faço isso por você.

Posso pôr (colocar) meus livros aqui?

Questões

01.   “Cadáver” é paroxítona, pois:

A)  Tem a última sílaba como tônica.

B)   Tem a penúltima sílaba como tônica.

C)  Tem a antepenúltima sílaba como tônica.

D)  Não tem sílaba tônica.

02.  Assinale a alternativa correta. A palavra faliu contém um:

A)  hiato

B)   dígrafo

C)  ditongo decrescente

D)  ditongo crescente

03.    Em “O resultado da experiência foi, literalmente, aterrador.” a palavra destacada encontra-se acentuada pelo mesmo motivo que:

A)  túnel

B)   voluntário

C)  até

D)  insólito

E)   rótulos

04.  Assinale a alternativa correta.

A)     “Contrário” e “prévias” são acentuadas por serem paroxítonas terminadas em ditongo.

B)    Em “interruptor” e “testaria” temos, respectivamente, encontro consonantal e hiato.

C)  Em “erros derivam do mesmo recurso mental” as palavras grifadas são paroxítonas.

D)    Nas palavras “seguida”, “aquele” e “quando” as partes destacadas são dígrafos.

E)   A divisão silábica está correta em “co-gni-ti-va”, “p-si-có- lo-ga” e “a-ci-o-na”.

05.  Todas as palavras abaixo são hiatos, EXCETO:

A)  saúde

B)   cooperar

C)  ruim

B)   creem

C)  pouco

Respostas

-B / 2-C / 3-B / 4-A / 5-E

Elisa Oliveira

Website:

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *