Processo Administrativo

Planejamento Formal

Descreve objetivos específicos para o intervalo de tempo determinado. Define metas, planos de ação, orçamento e demais diretrizes. São geralmente escritos e divulgados.

Objetivos

Indicar a direção a ser tomada; auxiliar na tomada de decisões; reduzir o impacto das mudanças; minimizar desperdícios; antecipar fatos que possam vir a afetar o desempenho e o resultado da organização; estabelecer padrões.

Tipos de Planejamento
ESTRATÉGICO Mais amplo e abrangente da organização, diz respeito a macro-ações, definições de objetivos, metas, bugets e politicas da organização. É de Longo Prazo. Os outros tipos de planejamento são subordinados ao estratégico;
TÁTICO Administrativo/gerencial, abrange os departamentos e áreas funcionais, devem estar de acordo com os planos estratégicos da empresa. É de Médio Prazo;
OPERACIONAL Menos abrangentes, dizem respeito as tarefas do dia-a-dia. Determinam metas, programas, procedimentos e normas. É de Curto Prazo.

Filosofia de Planejamento (Ackoff)

» Conservador – estabilidade e manutenção da situação existente. Base retrospectiva(aproveitar experiências passadas);

» Otimizante – adaptabilidade e inovação dentro da organização. Base incremental (melhoria continua);

» Adaptativo – contingências e o futuro da organização, a partir de demandas externas. Base aderente (ajusta-se ao ambiente externo);

Processo (Chiavenato)

Definição de objetivos (preciso/mensuráveis, possíveis e com prazo) – Verificação da situação atual em relação aos objetivos – Desenvolver premissas/cenários quanto às condições futuras – Analisar as alternativas de ação (medindo os riscos) – Escolher um curso de ação entre as alternativas possíveis (mais adequada) e Implementar o plano de ação e avaliar o resultado (monitorar).

Benefícios do Planejamento(Chiavenato)

Focalização (convergência) e Flexibilidade (adaptabilidade);
Melhoria na coordenação e tomada de decisões;
Melhoria no Controle de desempenho;
Administração de tempo (prioridades).

O planejamento é orientado para resultados, prioridades e mudanças.

Controle

Processo de monitorar as atividades de forma a assegurar que elas estejam sendo realizadas conforme o planejamento e corrigir quaisquer desvios significativos. O controle é feito durante todo o processo.

Processo de controle

» Estabelecer padrões de desempenho desejados;
» Medir o desempenho real, através de observação (subjetivo), relatórios etc;
» Comparar os resultados obtidos com o padrão estabelecido, com curvas de variação e níveis toleráveis de desvio;
» Feedback- obtenção de dados de avaliação para posterior melhoria do sistema (correção dos desvios).

Tipos de Controle

» Feedforward(ou Controle Antecipado ou Preventivo): visa garantir que os inputs sejam suficientes para evitar problemas durante a execução do processo;
» Simultâneo:monitoração ao longo do processo, evita que erros e desperdícios se prologuem;
» De Feedback:mede o desempenho no fim do processo.

Direção

Refere-se ao relacionamento entre o administrador e seus subordinados a nível institucional.

Obs:

  • Direção (nível institucional);
  • Gerencia (nível intermediário);
  • Supervisão (nível operacional).

A autoridade é exercida pelo ocupante do cargo e não pelo indivíduo. A autoridade depende das relações de poder instituídas pela organização. O papel da direção é acionar e dinamizar a empresa (Chiavenato).

A eficiência do tomador de decisões e o tipo de decisão que pode tomar, são determinados pelo poder e pela autoridade que tem. Poder e autoridade sao fundamentais para a atividade de direção.

Estilos de Direção

McGregor: Teoria X e Teoria Y

Likert sistemas
» Autoritário-Coercitivo: Fechado, impõe regras e regulamentos, incentivo aos subordinados por meios punitivos (motivação negativa), gerando medo, intimidação e obediência;
» Autoritário-Benevolente: Admite certa delegação e algumas decisões pelos níveis mais baixo, continua tendo punição e meios coercitivos , mas faz uso também de recompensas;
» Consultivo – Aberto, participação e contribuição de outros com delegação das decisões , incentivo por recompensas (financeiras e sociais);
» Participativo – Aberto e democrático, total descentralização, exige apenas controle dos resultados pela cúpula, baseado em confiança e poder, incentiva responsabilidade.

Princípios

Legalidade Objetiva – Finalidade do processo: aplicar a lei ao caso concreto;
Oficialidade (impulsão) – O processo pode iniciar-se por iniciativa de um interessado, mas sempre se desenvolve por impulso da Administração;
Informalismo – O ato processual é válido se alcançar seu objetivo, mesmo que a forma legal não seja obedecida;
Verdade Material – A Administração tem ampla liberdade na busca de provas, estando vedadas apenas as obtidas por meios ilícitos;
Contraditório e Ampla Defesa – O interessado tem o direito à ciência dos atos processuais e de pronunciar-se a respeito deles;
Gratuidade – Em regra, não são cobradas taxas dos interessados;
Motivação – Obrigatória em todos as decisões tomadas durante o processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *